Todo Baires

Todo Baires

adsense

NOTÍCIAS

Loading...

REVALIDAÇÃO MEDICA

Loading...

MEDICINA

Loading...

quinta-feira, 30 de outubro de 2014

Comitê Organizador das Olimpíadas no Brasil recebeu mais inscrições de médicos estrangeiros (500) do que de brasileiros para atuar como voluntários nos 80 postos dos Jogos Olímpicos de 2016

Até agora o Comitê Organizador das Olimpíadas no Brasil recebeu mais inscrições de médicos estrangeiros (500) do que de brasileiros para atuar como voluntários nos 80 postos dos Jogos Olímpicos de 2016. O número equivale a 10% das vagas para profissionais de saúde nas olimpíadas. 


quarta-feira, 29 de outubro de 2014

MAIS MÉDICOS: Fim do Mais Médicos é exigência de entidades de classe para o diálogo com Dilma

Conselho Federal de Medicina e outras entidades médicas, que declararam apoio ao tucano Aécio Neves, cobram ainda o fim da criação de novas vagas em cursos de Medicina.



São Paulo – O Conselho Federal de Medicina (CFM) divulgou hoje (28) nota em que apresenta as linhas da autarquia e das demais entidades médicas aliadas para o diálogo proposto pela presidenta Dilma Rousseff (PT). Na noite do último domingo, logo após a confirmação da reeleição pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ela se comprometeu a dialogar com diferentes segmentos da sociedade.

quinta-feira, 23 de outubro de 2014

INFORMAÇÃO: UFMG


UFMG COMEÇA A ENVIAR EMAIL PARA OS APROVADOS NA PROVA PRÁTICA DO PROCESSO DE REVALIDAÇÃO!

PARABÉNS AOS APROVADOS!



segunda-feira, 20 de outubro de 2014

REVALIDAÇÃO DE DIPLOMAS MÉDICOS ESTRANGEIROS: O que dizem os programas de Aécio e Dilma?





As constantes trocas de acusações e bate-bocas têm caracterizado os debates entre presidenciáveis na TV, e com isso sobra pouco tempo para que os candidatos discutam suas principais propostas para o País. 

quinta-feira, 16 de outubro de 2014

Justiça derruba obrigatoriedade de exame do Cremesp


A Justiça Federal derrubou a obrigatoriedade do exame do Conselho Regional de Medicina de São Paulo (Cremesp) para a obtenção do registro profissional. A prova existe desde 2005, mas há dois anos é pré-requisito para se cadastrar na entidade de classe e trabalhar como médico no Estado.

Evo Morales, o imperador da Bolívia

Com controle do Judiciário, perseguições aos adversários, crescimento econômico e ortodoxia fiscal, Evo, beneficiado por migrações internas, tem agora maioria até nas regiões que lhe faziam oposição

RAPHAEL GOMIDE, DE SANTA CRUZ DE LA SIERRA


Às 8 horas do domingo, dia 5, a uma semana das eleições para presidente da Bolívia, 200 pessoas se reuniram na esquina das ruas Ballivián e Oruro, centro de Santa Cruz de la Sierra, coração econômico do país, à espera do candidato favorito à reeleição, Evo Morales. “Somos todos Evo!!!”, diziam as camisas e faixas azuis, cor de seu partido, o Movimento ao Socialismo (Mas). Apenas um policial fazia o controle do tráfego. Não havia detectores de metais ou cavaletes para a segurança do presidente da Bolívia e da federação nacional de cocaleros, à frente do país há nove anos. A associação carnavalesca da Rua Ballivián estava pronta para manifestar o recente apoio a Evo em Santa Cruz, onde ele sempre enfrentou forte rejeição política. Um oficial da segurança, com óculos escuros e uma pistola apontando no coldre sob a camisa social, chegou para inspecionar o lugar. Duas bandas se revezavam entre a batucada e um estridente naipe de metais tocando música boliviana. Um homem com uma fantasia de espuma de Evo dançava e entretinha o público, sob o sol de 30 graus. Às 9h35, Evo saltou do carro e caminhou em direção ao grupo, já com 400 pessoas. Foi recebido com festa, assistiu à apresentação de dança e deu a uma menina um par de óculos escuros com a inscrição nas lentes: “Evo”. Ele dançou, sorriu e não fez discurso, apenas agradeceu. No fim, entrou de roupa na “tradicional ducha” de água fria da Rua Ballivián, um chuveiro instalado na rua, sob gritos dos presentes.